C* 3 em Destak – Transporte solidário Alto do Lumiar

Idosos da Alta de Lisboa têm transporte gratuito para irem ao médico, às compras ou visitar amigos

A população sénior da Alta de Lisboa tem desde Setembro transporte gratuito para ir ao médico, fazer compras ou até visitar amigos, no âmbito de um projecto feito a pensar na mobilidade e segurança dos mais velhos.

A iniciativa foi da Associação de Moradores do Bairro da Cruz Vermelha no Lumiar, que arranjou financiamento e disponibilizou uma carrinha de nove lugares para transportar os idosos.

 “O Transporte Solidário é para pessoas a partir dos 55 anos, precisamente por na Alta de Lisboa existirem zonas em que há uma grande deficiência de transportes e uma população muito envelhecida”, disse Carla Pouzinho, daquela associação.

Segundo a voluntária, esta iniciativa “foi muito pensada também para promover a segurança porque há, na Alta de Lisboa, bairros problemáticos”.

 “Se os idosos precisam de ir a uma consulta, ir às compras ou visitar um amigo podem sempre solicitar o transporte solidário. É gratuito”, frisou.

A quem precisa de se deslocar basta ligar para a associação com dois dias de antecedência e dizer para onde se pretende deslocar.

 O regresso também é assegurado, bastando ligar para o motorista quando “estiver despachado”.

 No entanto, este serviço apenas transporta os idosos dentro das freguesias da Alta de Lisboa: Lumiar, Charneca e Ameixoeira.

Faz-se uma excepção para consultas no hospital de Santa Maria, que serve a população daquela zona.

O Transporte Solidário tem actualmente 40 idosos que usufruem do serviço, mas a associação considera ter capacidade para servir até 100 pessoas, até porque este é um serviço com “grande flexibilidade de horários”.

“Enquanto um está nas compras, leva-se outro ao centro de saúde”, explicou Carla Pouzinho, adiantando que a associação está a ter “um bom feedback de quem já utiliza” o Transporte Solidário.

Apesar do projecto ter agora começado, a associação já está preocupada em não deixar que ele acabe porque o contrato com o parceiro termina em Fevereiro.

“Temos de arranjar apoios para que não pare e possamos continuar a dar apoio aos nossos seniores. O financiamento acaba em Fevereiro e é difícil continuar sem dinheiro” para manter a carrinha, explicou.

 “Uma das nossas lutas é manter o projecto de pé”, frisou Carla Pouzinho.

(in)  Destak /Lusa | destak@destak.pt 14 | 11 | 2011   10.20H

……………………………………………………………………………………………………………..

AMBCVLUMIAR diz : “Embora referido à Lusa, Faltou dizer nesta reportagem do DESTAK, que este projecto é realizado também em parceria com a Associação de Moradores das Calvanas, Cruz Vermelha Portuguesa e K`Cidade.

Apoio:  Câmara Municipal de Lisboa – BIP/ ZIP”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: