Quando o homem quer a obra nasce

Os residentes dos lotes 18 a 21 da rua Pedro Queirós Pereira, reuniram no espaço Sénior da AMBCV Lumiar a pedido do Conselho de Administração da Gebalis, para este, clarificar pormenores, dar alguns conselhos e cuidados a ter durante o decurso da obra que irá ter uma previsão de 120 dias (quatro meses) .

 Registou-se a presença do Sr. Presidente Concelho de Administração da Gebalis, Dr. Luís Natal Marques, do vogal Sr. Dr. Sérgio Cintra, e do Sr. Director da Conservação de Património da Gebalis Arq. José Freire.

 Desta forma somos a informar que durante a reunião foram prestados pela Gebalis, os seguintes esclarecimentos:

  • Na passada 2ª feira, dia 01 de Março, foi submetida à apreciação dos competentes serviços da CML o pedido de OVP; ocupação de via publica;
  • A obra foi adjudicada a empresa de Construção Civil José Antunes Pinheiro, pelo valor de 313.666.90€, valor muito abaixo do que inicialmente se previa de 470.000.00€;
  • A primeira fase dos trabalhos, terá como objectivos a requalificação dos pisos técnicos, trabalhos que a empresa Gebalis irá comparticipar na íntegra;
  •  Colocação de andaimes, estas estruturas inicialmente são colocadas nos lotes 20 e 21 e depois com o avanço dos trabalhos será colocada nos lotes 18 e 19;
  • Cuidados a ter com a colocação de andaimes, em virtude da obra não dispor de vigilância, será necessário que os residentes redobrem a segurança dos seus fogos, como por exemplo o fecho das janelas, não vá o amigo do alheio aproveitar, estas estruturas para causar dissabores;
  •  Será necessário redobrar atenção ou advertir as crianças, durante este período de obra, não deixar que as mesmas estejam próximas do local da obra, no sentido de evitar acidentes;
  • A Gebalis vai recorrer apoio externo no que respeito à  fiscalização de obra;
  • A obra ira respeitar o plano de segurança e saúde, afim de evitar riscos específicos para os trabalhadores que importa prevenir, eliminando-os na origem ou minimizando os seus efeitos;
  • A obra irá cumprir o decreto-lei nº 46/2008 de 12 de Março plano de prevenção e Gestão de resíduos de construção e demolição, que não é mais que separar os resíduos de obra convenientemente, para futura reciclagem.

A AMBCV Lumiar verificou que o construtor durante o dia 04 de Março, já começou a delimitar o futuro espaço de estaleiro, nas traseiras junto ao lote 18.

 Mãos à obra!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: