Olhares sobre o meu Bairro

002 olharesDezoito Jovens meteram mãos à obra e iniciaram um projecto designado “olhares sobre o meu bairro” este levantamento teve inicio a 23 de Maio de 2007,com uma reunião preparatória no CAF, iniciando os inquéritos a 24 de Maio e terminaram a 1 de Junho do mesmo ano.

O tratamento de dados e elaboração do relatório final teve a duração de quatro meses, finalizando em Dezembro de 2007.

Este projecto teve com público alvo os moradores da Rua Maria Margarida lote 1 a 7, e o diagnostico teve como objectivo o levantamento das problemáticas ao nível do edificado, espaços verdes e meio envolvente, pró-forma a criar soluções eficientes a partir dos agentes envolvidos, neste caso Câmara Municipal de Lisboa, Junta de Freguesia do Lumiar e a GEBALIS.

Entre várias conclusões, gostaríamos de salientar que os moradores à data, encontravam-se disponíveis, para em pareceria com as instituições competentes trabalharem no sentido de resolverem as problemáticas detectas.  

Em todos os lotes é referido que os prédios e as zonas de lazer necessitam de remodelações, melhorar acessos, limpeza dos prédios e segurança dos lotes.

 Existe por parte dos moradores vontade de constituir comissões de lotes e muito possivelmente não o fazem por falta efectiva de liderança, uma das consequências desta situação actual falta de limpeza dos prédios.

 A questão da segurança é caracterizada como negativa o que indicar que existem actos de vandalismo para com o edificado e o meio envolvente.

 Antes de mais a Associação de Moradores quer dar os parabéns pelo trabalho desenvolvido por este grupo de dezoito jovens.

Porque agora a publicação desta noticia, visto que este levantamento, já tem um ano e dez meses.

Recebemos um comentário no nosso blog a 19/09/2009 às 16:55

“Olá muito boa tarde!
É com enorme agrado que vejo que está a ser feitas alterações para a requalificação da Rua Pedro Queirós Pereira.
Fico contente que finalmente alguém se está a lembrar deste bairro tão antigo e com tantos momentos históricos para contar.
Mas desta forma não posso deixar de salientar o meu desagrado em ser morador da Rua Maria Margarida e depois de tantos esforços feitos pelos moradores, depois da execução e apresentação nos Passos do Concelho de um projecto chamado “Olhares sob o meu Bairro”, nada tenha sido feito, não obtivemos nenhum tipo de resposta.
E é de informar que estes lotes foram colocados há venda, e que um por cento da população deve ter adquirido os fogos. Pelo mesmo facto estes lotes são propriedade da Câmara Municipal de Lisboa e da GEBALIS, que são os responsáveis pela forma degradante que residem estes moradores.  Desta forma gostava de pedir à Associação de Moradores e a quem de direito para nos ajudar na tentativa de dar continuidade a este projecto. E de esta Rua Maria Margarida não cair em esquecimento como tem vindo a acontecer.
Volto a mostrar o meu bom agrado pela requalificação na Rua Pedro Queirós Pereira.
Um muito obrigado, e aguardo uma resposta a esta situação exposta.
Com os melhores cumprimentos…
Diogo Reis”

 A Associação de Moradores, prontamente e sem saber de que projecto se tratava, encaminhámos de seguida para a Vereadora da Habitação da CML, DR.ª Ana Sara Brito e para a GEBALIS, no sentido dos mesmo poderem atender ao pedido apresentado UMA RESPOSTA ao projecto apresentado nos Paços do Concelho.

A Associação de Moradores teve a oportunidade de falar com o Diogo Reis, um dos dezoito Jovens, que elaborou o Projecto, na passada 6ª feira dia 02 de Outubro de 2009, no sentido de recolher mais informação sobre o assunto.

 Diogo Reis é um dos dezoito Jovens que não se conforma com a falta de resposta ao trabalho desenvolvido ao longo de sete meses, considerando até que perante este cenário, os moradores consideram-se esquecidos e que os seus lotes estão degradados e abandonados, necessitando de uma intervenção urgente.

 Ponto 1. A Associação de Moradores do Bairro da Cruz Vermelha, considerando que o objectivo do levantamento das problemáticas ao nível do edificado, espaços verdes e meio envolvente, tinha como objectivo a criar soluções eficientes a partir dos agentes envolvidos, neste caso Câmara Municipal de Lisboa, Junta de Freguesia do Lumiar e a GEBALIS.

 Ponto 2. Considerando que Associação de Moradores na sua estratégia para 2008/2009 definiu que:

 a) – Apoiava as actividades da iniciativa dos jovens e das crianças para que estes se apropriem e se responsabilizem por uma coisa que é sua;

 b) – Estimulava a criação e afirmação de novos valores em iniciativas culturais  e recreativas e outras.

Por se tratar de um projecto realizado por Jovens do Bairro, têm sempre o apoio por parte da AMBCV Lumiar e consideramos que merece uma resposta, por parte da CML, da Junta de Freguesia do Lumiar e da Gebalis.

 Ponto 3. Considerando que estamos atravessar um período eleitoral e as entidades visadas, estão atravessar um período de gestão, compreendemos que não vá haver agora uma tomada de posição, mas parece que devia de haver uma palavra aos Jovens, para saber em que ponto de situação ficou todo este processo, não devemos desfraldar expectativas criadas.

Felicitamos uma vez mais aos dezoito Jovens do Bairro, pelo vosso empenho e parabéns por desenvolverem um excelente trabalho.

Aguardamos agora uma resposta por parte das entidades supra mencionadas.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: